Tag Archives: Uncharted 2

[New Games] Uncharted 2: Among Thieves

Post_NewGame

Uncharted 2 capaEsse review de Uncharted 2: Among Thieves pode ser resumido em uma frase: É tudo que uma sequência deve ser. O jogo leva em consideração tudo o que deu certo no primeiro, melhorou o que havia de reclamações, e conseguiu encaixar mais um enredo interessante levando em consideração lendas arqueológicas contemporâneas que agradam aos jogadores do gênero de aventura, lembrando bastante as aventuras de Indiana Jones e Tomb Raider, com exploração, paisagens exóticas e inimigos armados.

Uncharted 2 Cenários antigos

Não existe moleza na vida de um caçador de recompensas, e Nathan Drake se vê às voltas com mais um enigma das civilizações antigas, desta vez envolvendo o navegador Marco Polo, e o misterioso acidente que dizimou várias de suas embarcações. Supostamente devido à uma maldição que cai sobre aqueles que tentam chegar ao paraíso perdido de Shangri-lá e roubar a Cintamani Stone, Marco Polo perdeu os tesouros que havia conseguido na sua última viagem, e escondeu pistas sobre como chegar à cidade perdida, antes de morrer na sua volta à Europa. Para conseguir estas pistas, Nathan e seus comparsas devem roubar uma lamparina num museu em Istambul, que supostamente indica a localização da entrada para o paraíso perdido. E mais uma aventura começa.

Uncharted 2 Cenários Destruição

Só que desde o início, o jogo se mostra numa dinâmica interessante, e você começa com Nathan acordando dentro de um trem… sangrando. E com o trem na vertical, caindo de um penhasco! E então, os flashbacks começam, de modo que você sabe onde tem que chegar. Isso acabou criando uma expectativa sobre quando é que você realmente vai chegar nesse ponto, e para grata surpresa dos jogadores, descobrimos que aquele não é o final, mas sim o meio do jogo. A corrida contra os outros que estão interessados na Cintamani já está valendo.

Uncharted 2 Trem

A jogabilidade está praticamente inalterada com relação ao jogo anterior, e somente alguns movimentos foram acrescentados, como o uso de cordas soltas (penduradas em tetos, onde você escolhe pra onde vai se balançar), e algumas alterações no combate mano a mano. Ao invés de golpe fraco e golpe forte, agora temos somente golpe e esquiva, e o combate ficou com um timming mais fácil de acertar. Quando o assunto é a troca de tiros, a dinâmica é praticamente a mesma, mas algumas ressalvas podem ser feitas. Quando precisamos usar algumas paredes estreitas como cobertura, o sistema fica um pouco confuso e pode acabar te colocando em locais diferentes do que você imaginou. Também em algumas partes de escalada, parece que o computador ajuda demais, e a tarefa fica muito simples, e sem grandes desafios. Nada que chegue a ofuscar, porque devido à quantidade de tempo em que você fica pendurado, essas pequenas seções são quase imperceptíveis.

Uncharted 2 escalada

O visual do jogo é soberbo, beirando o realismo. Seja retratando cidades históricas antigas, cidades modernas em plena guerra civil, cavernas de gelo, floresta tropical densa, ou um trem em pleno movimento, o gráfico é estonteante, e em vários momentos vale a pena parar um pouco a escalada e dar uma olhada no visual.O nível de detalhes é absurdo, e mesmo com os cenários sendo distruídos (o que ocorre frequentemente), o realismo não deixa a desejar.

Uncharted 2 escalada2

Os personagens tem suas características bem definidas, e o carisma de Nathan Drake está intocado em qualquer que seja a situação, escalando paredes de mais de 30 metros em cima de um quase abismo, levando tiros dos inimigos ou despencando junto com um trem numa montanha nevada aos pés do Himalaia. Outro detalhe bem interessante é o caderno de anotações de Drake, que foi um pouco alterado. No jogo anterior, quando você precisava acessar o caderninho, ele já abria na página certa. Agora existe a necessidade de folhear as páginas para que você encontre as referências que precisa para resolver o enigma à sua frente. E ainda pode ver as anotações engraçadinhas que Nathan faz, inclusive duas páginas dedicadas à caricaturas de seu amigo de longa data Sullivan. E até nas anotações sérias, a pitada de humor está presente.

Uncharted 2 personagens

O jogo apresenta um bom equilíbrio entre partes de escalada, partes de confronto, e quebra cabeças, e você não sente que o jogo está pendendo pra nenhum dos lados. Mirar e atirar, encostado em paredes, ou correr e descarregar sua munição nos inimigos é bem fácil e intuitiva. O sistema de lançamento de granadas foi melhorado, e temos duas opções agora, jogar enquanto atira, o que lança a granada exatamente onde você está mirando sem sair da batalha em si, ou mirar a própria granada em arco e decidir o melhor lugar para ela ser jogada, enquanto ainda está escondido dos inimigos e quer tirar de operação vários deles ao mesmo tempo. Outro ponto interessante que foi bem melhorado foi a questão dos ataques furtivos, e agora é possível dominar todo um esquadrão inimigo tirando os guerreiros um a um, pela estratégia “ninja style“, seja através de obstáculos, em esquinas, ou caindo do teto.

Uncharted 2 tiroteio

Em resumo, a Naughty Dog fez com Uncharted 2 o que os gamers sempre esperam em sequências: não reinventou a roda! Souberam aproveitar toda a mecânica do jogo anterior, construíram um enredo interessante que realmente prende a atenção do jogador (principalmente aqueles que curtem o lado Indiana Jones da arqueologia), reforçaram o carisma do protagonista, acrescentaram outros personagens que realmente somam à história, e ajustaram um pouco mais a jogabilidade para criar uma verdadeira sequência, que faz jus ao nome da série, e coloca a produtora no hall dos grandes lançamentos. Uncharted 2: Among Thieves definitivamente é um jogo que todo jogador deveria jogar. Pra finalizar, acompanhe o review do site GameTrailers!

[gametrailers 57258]

*Se quiser saber um pouco mais sobre o jogo anterior Uncharted: Drake’s Fortune, tenho um review pronto aqui!